sábado, 20 de dezembro de 2008

Saudade


Sinto saudade do que poderia ter sido
e não foi.
Saudade do que idealizei
e não aconteceu.
Saudade do que sonhei
sem ter adormecido.
Saudade de alguém que vinha
e não chegou.
Saudade do que minha mão quase alcançou
sem ter conseguido segurar.
Saudade do beijo que já foi,
do toque que já senti,
do olhar que não tornarei a rever.
Porque poderia ter sido,
mas, não foi.
Valéria Nogueira Eik

Nenhum comentário: