sábado, 31 de janeiro de 2009

Metamorfose

uma namorada entrou-me em casa
fez-me a cama
esfregou e encerou o chão da cozinha
lavou as paredes
aspirou
limpou o banheiro
esfregou o chão do quarto
cortou-me as unhas dos pés e
o cabelo.


depois
tudo no mesmo dia
veio o canalizador e consertou as torneiras da cozinha
e do banheiro
e o homem do gás consertou o esquentador
e o homem dos telefones consertou o telefone.
agora sento-me no meio de toda esta perfeição.
é um sossego.
acabei com todas as minhas 3 namoradas.


sentia-me melhor quando tudo estava
desordenado.
precisarei dalguns meses para que tudo volte ao
normal:
nem consigo encontrar uma barata para conviver.
perdi o meu ritmo.
não durmo.
não como.
roubaram-me a minha
imundície.


Charles Bukowsik - Velho Safado.

sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

(Dia da Saudade)






Oh, pedaço de mim 
Oh, metade afastada de mim 
Leva o teu olhar 
Que a saudade é o pior tormento
É pior do que o esquecimento 
É pior do que se entrevar  
Oh, pedaço de mim 
Oh, metade exilada de mim 
Leva os teus sinais 
Que a saudade dói como um barco 
Que aos poucos descreve um arco 
E evita atracar no cais  
Oh, pedaço de mim 
Oh, metade arrancada de mim 
Leva o vulto teu 
Que a saudade é o revés de um parto 
A saudade é arrumar o quarto 
Do filho que já morreu  
Oh, pedaço de mim 
Oh, metade amputada de mim 
Leva o que há de ti 
Que a saudade dói latejada 
É assim como uma fisgada 
No membro que já perdi  
Oh, pedaço de mim 
Oh, metade adorada de mim
Lava os olhos meus 
Que a saudade é o pior castigo 
E eu não quero levar comigo 
A mortalha do amor 
Adeus
 


Chico Buarque

Amo tudo que já foi
Tudo o que já não é
A dor que já não me dói
A antiga e errônea fé
O ontem que a dor deixou
O que deixou alegria
Só porque foi,e voou
E hoje já é outro dia.

-Fernando Pessoa