terça-feira, 24 de fevereiro de 2009


Mas não seria natural.
Natural é as pessoas se encontrarem e se perderem.
Natural é encontrar. Natural é perder.
Linhas paralelas se encontram no infinito.
O infinito não acaba. O infinito é nunca.
Ou sempre.






Trecho do conto: 


O dia em que Júpiter encontrou Saturno


Caio Fernando Abreu

Um comentário:

Nádia C. disse...

tá tão lindo o blog
incrível como você consegue fazer isso O_O

o meu é todo desengonçado