sábado, 28 de março de 2009







-Tiveste medo, no Vietname? 
-Sim. Bom, não sei bem. Às vezes parava de chover e as estrelas brilhavam. Nessas alturas era bonito. Como no instante antes do Sol se acamar no pantanal. Havia um milhão de centelhas na água .Como aquele lago na montanha. Era tão límpido, Jenny,como dois céus, um sobre o outro. E no deserto, quando nasce o Sol, não sabia onde acabava o céu e começava a terra. Era tão belo...
-Quem me dera lá ter estado contigo. 
-E estiveste. 
-Amo-te. 

(do Filme Forrest Gump)

Nenhum comentário: