domingo, 8 de março de 2009


Última migração dos beijos
nunca mais recebi
o lírico percurso
de tua guitarra
libertária.
Nem o bálsamo daquela
água quieta
colhida por ti
na beira do açude de Orós.
Será que o incêndiodos teus beijos
se perderam nos
escombros da capital
cearense.
-Mario Cezar

Nenhum comentário: