quinta-feira, 2 de abril de 2009






Sonho


Quando pistolas virarem braços  
E balas virarem flores
  
Os pecados serão purgados.
  
Os braços serão como laços,
  
Enfeites de balas-flores
  
E as cores diversas dos braços
  
Esmagarão forte as balas
  
Plantarão firme as flores
  
Repartirão o mel
  
Para deleite dos que teimarem
  
Em fazer poesia.



- Neuzamaria Kerner 

Nenhum comentário: