sábado, 25 de julho de 2009

FILME-INTERVALO

O retrato recriado
Esvaziou-se na espera
No fôlego preso
Do povo.
O instantâneo prolongado é o
“Cauchemar” que nos prende no
Tempo dilatado e asfixiante...

Matei o homem
Guardei sua foto
No bolso do coração
E sorri aliviada.
Autor: Olinda Maria

Um comentário:

Nádia C. disse...

novamente vou te encher de elogios e dizer que o blog tá cada dia mais lindo.Acho que esse foi o melhor layout até agora, mais a "nossa cara" essa foto principal está bellíssima.