sábado, 15 de agosto de 2009


Psiu!


Silêncio!
Há vozes que se retraem
com medo da vida...
Sofrências que isolam,
num arrastar de correntes,
lágrimas em ponto-de-cruz...


Coroas de espinho,
enfileiradas para a via crucis.


Por que sofro,
se nada tenho com isso?

Autor: Belvedere Bruno

Nenhum comentário: