segunda-feira, 26 de outubro de 2009


A saudade não tem nada de trivial. Interfere em nossas vidas um modo as vezes sereno, as vezes não. É um sentimento bem-vindo, pois confirma o valor quem é ou foi importante para nós, e é ao mesmo tempo um um sentimento incômodo, porque acusa a ausência e os ausentes sempre nos doem.


Martha Medeiros

Um comentário:

Diana Valentina disse...

ah, saudade.
não sei como lidar com ela. nunca soube, mas a deixo latejar por dentro.