terça-feira, 30 de março de 2010

Walt Whitman

.

Além do empurra-empurra e do trânsito está o que eu sou,
Que se levanta feliz, complacente, compassivo, preguiçoso, unitário,
Que olha pra baixo, fica ereto, ou apóia o braço num indefinível impalpável descanso,
Que olha com a cabeça pensa pro lado curiosa pra saber o que vem por aí,
Dentro e fora do jogo ao mesmo tempo e observando e admirado com isso.

(...)

Ouvi o que foi dito do universo,
Há milhares de anos tenho ouvido;
E até que não é nada mal.... mas é só isso?

Ampliando e justapondo venho,
Já de cara cubro o lance dos velhos e cautelosos trambiqueiros,
O máximo que oferecem à humanidade e à eternidade vale menos que um jato úmido do meu sêmen....


(Walt Whit(the)man - Fohas de Relva)


.

Nenhum comentário: