sexta-feira, 18 de junho de 2010


Vontade de não dar sentido algum às coisas, as palavras e à própria vida. Assim como é a vida na realidade ausente de sentido.



Hilda Hilst em Cartas de um sedutor

2 comentários:

Tatiane Lemos disse...

Aah ela está certa, a vida é uma coisa abstrata!


Bj

Ronerik Holanda disse...

Ops!! Agora entendi um pouco de "gostar tanto da vida": gosto de abstracionismo, hehe...