quarta-feira, 13 de outubro de 2010

"O autor em sua obra, deve ser como Deus no universo:
Onipresente e invisível"
Gustave Flaubert, em: Madame Borary.

Nenhum comentário: