terça-feira, 23 de novembro de 2010

Buk



Escrever

na maioria das vezes é a única
coisa
entre você e
a impossibilidade.
nenhuma bebida
nenhum amor de uma mulher
nenhuma fartura
pode
se igualar a isso

Por: Charles Bukowski
Traduzido por mim :P (não tão bom, por sinal)

sábado, 20 de novembro de 2010

Esperando Godot "Trechos"

VALDIMIR [...] Que é que você tem?
ESTRAGON: Eu não estou feliz.
VLADIMIR: Não! Desde quando?
ESTRAGON: Esqueci.
...

ESTRAGON:
A gente sempre inventa alguma coisa pra ter a impressão que a gente existe. hein. Didi?
(Ato II - Pag 30)
...
ESTRAGON: Que tal se a gente pensasse que é feliz?
VLADIMIR: O que é terrível é ter pensado.
(Ato II - pag. 118)

Por: Samuel Beckett

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

“A dor que não fala termina por sussurrar um coração sobrecarregado, pedindo-lhe a explosão.”
.
A necessidade pede para colocar para fora tudo que não serve mais para nutrir o corpo. E com a mente não é diferente, pois o desespero é o alívio da alma e todos carregam em seus pulmões o direito de soltar pela boca todo mal que outrora poderia liquidá-los.“

Eu grito porque há o direito ao grito. Então eu grito” (Clarice Lispector)

Todos possuem nas cordas vocais o arranjo do grito.

Página 108 do livro Macbeth de Willam Shakespeare.

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

O ser poeta

“_Não, eu não compreendo nada_respondeu ela com decisão, disposta a conservar sua incompreensão intata. _Nada. E o que eu compreendo ainda menos que tudo_continuou em outro tom_ é por que você não toma “soma” (soma é um comprimido para esquecer as mazelas) quando tem essas idéias horríveis. Você as esqueceria completamente. E, em vez de se sentir infeliz, ficaria alegre”*.

“Não sou alegre nem triste: sou poeta.” (Cecília Meireles)

"É disso que falo quando falo tanto em minhas dores. Claro que quero saná-las, mas mais do que isso, quero estar e ser livre para ficar triste e escrever sobre dor, ficar alegre e escrever sobre o amor, vice-versa ou ser simplesmente poeta e sendo poeta ter a liberdade de não escrever nada." (Magali Polida)



P.s: Ser poeta não é ter um cargo público.


Página 128, do livro Admirável Mundo Novo de Aldous Huxley.

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Ri, sonha, liberte-se!

“A raiva, os acessos de mau humor, que os outros não podiam vencer senão por meio de fugas de esquecimento, jamais o atacavam. A realidade, para Benito, era sempre risonha”

Quem ri sonha. Facilmente.

A dor também faz uma pessoa séria, mas não necessariamente infeliz e menos sonhadora.

Página 94 do livro Admirável Mundo Novo, de Aldous Huxley.

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Mais que atual.

"O objetivo do Partido não era simplesmente impedir que homens e mulheres criassem lealdades difíceis de controlar. Seu propósito real, não declarado, era roubar todo o prazer ao ato sexual. Não só o amor como o erotismo eram o inimigo (...) O Partido estava procurando matar o instinto sexual ou, se não fosse possível matá-lo, distorcê-lo e torná-lo indecente (...) O desejo era crimidéia."
(1984 - Geroge Orwell)

Como esreveu Roberto Piva: " Os governos existem pra você pensar em política & esquecer o Tesão"

Abraços.