terça-feira, 9 de agosto de 2011


Amor é quando é concedido participar um pouco mais. Poucos querem o amor, porque amor é a grande desilusão de tudo mais. E poucos suportam perder todas as outras ilusões. Há os que se voluntariam para o amor, pensando que o amor enriquecerá a vida pessoal. É o contrário: amor é finalmente a pobreza. Amor é não ter. Incluisve amor é a desilução do que se pensava que era amor. E não é prêmio, por isso não envaidece, amor não é prêmio [...].
(Clarice Lispector: O ovo e a galinha - página 56)


Serge Gainsbourg & Jane Birkin


2 comentários:

Vanessa disse...

Nossa, que forte, meio duro até. Mas de alguma forma bonito.

Nádia C. disse...

e verdade.