domingo, 1 de março de 2015

“De tudo ficou um pouco 
Do meu medo. 
Do teu asco.” 

Carlos Drummond de Andrade

Nenhum comentário: